Hoje

dess

Eu poderia escrever um texto enorme, explicando de forma poética tudo o que você me faz sentir, poderia criar várias metáforas e descrever de diversas maneiras o quanto te amo, mas nada disso vai chegar perto de exemplificar o que você significa para mim e tudo o que me faz sentir… E no fundo eu sei que não preciso dizer, pois você sabe quando me beija, quando me toca, você percebe nas minhas reações.

Hoje, mais tarde, quando eu te encontrar, todas as palavras perderão o sentido, a beleza e a única coisa que vai sobrar, que vai realmente importar, vai ser eu poder te abraçar, te beijar, te fazer carinho, sentir teu toque e poder sussurrar ao pé do seu ouvido que eu te amo.

Eu não preciso de palavras ou textos quando estou contigo, basta sentir o calor do teu toque, a firmeza do teu abraço e o sabor dos teus beijos. Eu não preciso explicar para você como me sinto, porque você também se sente assim, eu vejo nos seus olhos… Eu sou apaixonada por palavras, mas poder apenas sentir quando estou contigo é maravilhoso.

Por isso nesse dia dos namorados deixo apenas uma curta mensagem, de três palavrinhas, para você: EU TE AMO.

Você não ligou

vocenaoligou

Você não ligou. Você nunca ligou. A verdade é que sempre fui eu que corri atrás, fui sempre eu que mantive nosso relacionamento de pé. Você ficava aí, acomodado com a situação. Se eu procurasse, tudo bem. Se eu não procurasse, tudo bem também. Você nunca se importou de verdade, nunca esteve inteiramente nessa relação. Era só um passatempo indiferente… O pior é que eu sempre soube, afinal você nunca se esforçou para estar comigo, nunca moveu um músculo para vir me encontrar… Fui sempre eu que fui até você, que busquei estar ao seu lado. Até que eu cansei. Continuar lendo “Você não ligou”

“O contrário do Amor”

expec

O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco, isso se aprende antes de entrar na escola. Se você fizer uma enquete entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença.

O que seria preferível, que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência? O ódio é também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações: seu nome não consta mais do cadastro. Continuar lendo ““O contrário do Amor””

Caminhos

caminhos

Ando meio confusa, meio perdida. Perdi o rumo, saí da trilha, me embrenhei por lugares desconhecidos e agora não sei para onde ir… Não há mais caminho no chão para seguir, a partir de agora eu tenho que fazer minha própria estrada e isso me assunta, porque não sei para onde ir, em que direção devo abrir minha trilha. Não consigo enxergar muito além, então não sei para onde estarei seguindo, nem que obstáculos encontrarei pela frente. Continuar lendo “Caminhos”

Desacelere

momentos

As pessoas andam com tanta pressa… Pressa de tudo. De alcançarem o sucesso, de encontrarem seu verdadeiro amor, de serem felizes. Andam apressadas pelas ruas, atrasadas para o trabalho, para o encontro, para o estudo. A pressa rouba delas os pequenos momentos, os pequenos detalhes onde reside uma felicidade pura e simples. Aquela tarde de preguiça sem nada para fazer, aquele sorriso sincero, aquela troca de olhares apaixonada, um filme bobo em boa companhia… Pequenos detalhes que passam despercebidos diante da pressa, da correria… Desacelere um pouco a vida, aprecie esses pequenos momentos, temos tempo de sobra para o resto… O que importa é ser feliz agora, não adie a felicidade, não a deixe para mais tarde, viva-a todos os dias, nas pequenas coisas!